sexta-feira, 26 de maio de 2017

Os bem-de-vida


Hoje acordei pensando em como a noção de "vida bem-sucedida" pode ser diferente para cada pessoa. Eu costumava julgar quem tinha filhos muito cedo, quem se casava muito cedo, antes de terminar os estudos, inclusive. Mas daí também acabava julgando quem tinha filhos muito tarde, quem vivia solteiro, quem deixava pra se casar ou se unir a outra pessoa quando já tinha adquirido tudo o que imaginava ser suficiente para se satisfazer sozinho.
Imagino que, assim como qualquer outra pessoa, quando vemos uma situação como essa, nos pegamos pensando se é o correto a se fazer. Mas qual é o correto a se fazer? Quem vai nos dizer? Onde está o contrato que assinamos que diz que as coisas precisam acontecer todas na mesma época para todas as pessoas? Nada disso parecia fazer sentido pra mim, então comecei a me questionar se eu mesma fazia ou não o certo. Como deve-se imaginar, não cheguei a conclusão nenhuma sobre a minha vida, mas passei a ver as coisas por um ponto de vista mais sensato e compreensivo. Até porque, estar bem-sucedido me parece um conceito bem individual, você não acha?
Imagine apenas que cada pessoa vem de uma cultura diferente, tem uma instrução diferente e vê as coisas de uma maneira peculiar. Se cada ser humano é um universo particular, assim como vejo, então não há um "correto a se fazer", nem uma receita a ser seguida.
Não é errado se casar cedo, ou ter filhos muito cedo, antes de se formar. Não é errado deixar pra ter família, pensar em sair de casa ou até mesmo se casar só depois de ter feito tudo o que queria. Assim como também não é errado deixar pra trabalhar depois de ter se formado, ou largar o emprego quando achar que não produz mais tão bem quanto antes. 
O importante é se sentir feliz e satisfeito com as escolhas que fez e faz todos os dias, porque delas nós somos feitos. E o problema nunca será mudar de opinião, isso é maravilhoso! Triste mesmo é pensar o mesmo durante toda a vida e não se permitir ver as coisas de outro modo.

Aqui vai o meu abraço virtual e o desejo de um excelente dia.
Desculpem o texto sem imagem, sem nada, sem graça hauiahuiahuiahuiahi

Música do dia: Warpaint - New Song.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos lá, não se acanhe... ;)